Pesquisar neste blog temas do seu interes

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

RESPEITEM OS NOSSOS VELHINHOS

Que seja abençoado cada filho que tem a coragem para olhar dentro de si, de maneira clara, e ver como realmente é: uns homens velhos, carcomidos, cheios de defeitos, depauperado. Um homem velho que carrega nas costas baús de lembranças ruins, de orgulhos tolos, de malquereres. Um homem que se encontra curvado de tantas lutas do dia a dia, para dar a sobre vivência da família. São homens honestos de condutas ilibadas, que não podem ser mais cidadãos e exercer seus direitos, embora exista Lei estadual neste sentido (N° l.343 de 2000), mas que continuam servindo para pagar imposto.
Abandonados e já desnutridos já nem sabem como é bom viver.
Pior que a pobreza, é a “pobreza envergonhada” de pessoas muito sós, tímidas que sofrem todas as suas carências num canto qualquer. ...Naquilo que deveria ser vergonhoso os “políticos” atuais e passados, que por desinteresse, incompetência ou outras coisas, nunca souberam amparar e respeitar quem verdadeiramente precisa e merece.
Denuncias de maus-tratos como: conflito familiar e pessoal, negligência asilar e hospitalar, discriminação, abandono, apropriação de seus bens, são atitudes que são consideradas comuns. Mas na verdade se trata de falta de respeito e falta de consideração para com os mesmos; como exemplo podemos citar a gratuidade nos ônibus, que atende só uma pequena parte, os outros tem que pagar.
No dia em que formos mais solidários, quando no final da vida o velho tiver onde morar, o que comer e remédios para controlar a saúde, ele será lucrativo para a sociedade ao invés de ser um peso. Pois nada é mais justo do que garantir ao idoso a sua integração com o desenvolvimento sócio-econômico e cultural. O “Estatuto do Idoso” não tem sido eficientemente aplicado. A reforma previdenciária foi feita, mais para resolver o déficitatividade para financiar aqueles que são aposentados. Uma pequena quantidade de aposentados ganha salários altíssimos, faltando dinheiro para os menos favorecidos, que é a grande maioria merecedora. financeiro da instituição. Embora sejamos um país em que o número de idosos está aumentando, e vai continuar crescendo, existem mais pessoas em
Há pessoas que trabalham uma vida inteira no duro e no fim da vida recebem uma aposentadoria miserável, outros trabalham poucas meia dúzia de meses e recebem aposentadorias milionárias, que são os políticos, que deveriam trabalharem em prol do povo. Mas são eles que fazem seu s próprios salários, e que também são eles que determinam o salários dos aposentados, e veja só o poder que você deu a eles.

REFLEXÃO

Pai, a vida é tão breve e passageira. Vejo-o tão tenso, preso nos seus próprios conceitos e preconceitos, mostrando ainda ser forte. Sei que não facilitei o nosso convívio, não me propus aproximar-me ainda mais de você. Também fiquei arredio, mas pai, hoje vejo tudo mais claramente e até por isso posso ver minhas falhas consigo. Tente se abrir, não tenha medo do mundo, o mundo é você.

Ads by Revenue Hits