Pesquisar neste blog temas do seu interes

domingo, 13 de maio de 2012

MAIS E MAIS HAITIANOS NOVAMENTE

A cada dia que passa, aumenta o número de haitianos, que estão novamente chegando em Iñapai-Peru, fronteira com Assis Brasil. No domingo 06 de Maio eram 43. Hoje domingo 13 de Maio foram cadastrado em Iñapari, pelo padre René, quase 60, e a previsão é de mais.
Em conversa com cada um dos Haitianos eles apontam para uma verdadeira máfia de coiotes que se utilizam das fragilidades em que passam os haitianos. A porta de entrada no Peru se dá por Águas Verdes, na fronteira com Equador pela cidade de Guaquillas. Eles contam que pagam em média 200 dólares pelo selo de migração para poder entrar no Equador e outros 200 para entrarem no Peru. Em Guaquillas o contato é feito por um haitiano, e em Águas Verdes por um peruano, que pegam seus passaportes e os devolvem já com vistos. Quase todos os passaportes têm data de 12 de janeiro com a permanência para 180 dias, é dito para os haitianos que a entrada para o Brasil está livre.
Uma das únicas pessoas que ainda se mantém preocupado com a situação dos Haitianos em território peruano, é o Padre René, ele nos contou que os haitianos já começam a passar fome, sem dinheiro para pagar hotel, os mesmos ficam na Igreja que não dispõe de banheiros adequados, e nem de colchões, etc.
O padre já encaminhou um e-mail aos integrantes do Mini MAP em Direitos Humanos, para que se promova um encontro, de preferência no lado brasileiro, para que se discuta a situação o mais breve possível.
“Achar uma solução digna para com os haitianos que se encontram fragilizados, não necessariamente no Brasil, é um dever das autoridades,Portela

Ads by Revenue Hits