Pesquisar neste blog temas do seu interes

domingo, 25 de dezembro de 2011

HAITIANOS ESTÃO SENDO ASSALTADOS E MORTOS NA FRONTEIRA DA BOLÍVIA COM PERU

www.oaltoacre.com
Uma grave denuncia feita por haitianos que chegaram na noite desta sexta-feira, dia 23, na cidade de Brasiléia, na fronteira com a Bolívia, estão denunciando um ato que se pode chamar de desumano e covarde.
Segundo eles, que inclusive tem crianças no meio, passaram momentos de terror quando tentaram passar pela Bolívia, após sair do Peru para chegar ao Brasil, estão sendo atacados por homens armados que, além de roubar seus pertences e valores, estão assassinando quem se recusa a dar o que tem.
Disseram que chegaram a ver um casal em estado de decomposição que foram assassinados, quando tiveram entrar na mata para fugir. Não é possível saber quem estaria por trás da matança. Os homens agem encapuzados e vestiam roupas tipo militar e após o ataque, outro grupo estão abordando.
Os que estão na cidade de Brasiléia, não sabem dizer com certeza, se estariam no lado boliviano ou peruano. A criança que escapou com os adultos, tem sinais de arranhões pelo corpo causados pelo mato no momento da fuga.
Essa já não seria a primeira vez que tal denuncia foi feita, quando outro grupo foi abordado, e tiveram parte de seus pertences tomados e as mulheres abusadas na região do vilarejo de Soberania, na tríplice fronteira e as autoridades da Bolívia dizem desconhecer tais abusos.
        Isso tudo poderia ser evitado, conforme venho alertando. Porque que os Haitianos, quando chegam na fronteira com Assis Brasil, com destino ao Brasil, tem que vir de forma clandestina correndo risco de vida e outras coisa mais, até chegar em Brasiléia, será que Assis Brasil Não é Brasil, para serem recebidos lá e não só em Brasiléia. O que está faltando???
Veja trecho de um artigo publicado anteriormente neste Blog.
"... A rota dos mesmos é Haiti, Panamá, Colômbia, Peru até chegar em Inapari na fronteira do Brasil através de Assis Brasil, só que de Inapari-Peru para Brasiléia e EpitacioLãndia eles enfrentam talvez a maior dificuldade: Os que tem dinheiro pagam até 200 dólares cada a taxistas brasileiros por pessoa e correndo o risco do taxista ser pego, processado e pagar multas caríssimas, os que tem menos dinheiro se arriscam a virem pela estrada boliviana por taxistas peruanos e bolivianos correndo o risco de serem extraditados pelas autoridades bolivianas, já os que nada têm se arriscam a pé enfrentando rotas de tráficos de drogas e por terras bolivianas e brasileiras de forma escondida, passando fome e noites frias na selva amazónica. Chegando aqui eles recebem os direitos de se legalizarem, MAS PORQUE NÃO RECEBEREM ESSES DIREITOS NA PORTA DE ENTRADA QUE É EM ASSIS BRASIL?"

Veja vídeo-reportagem com Almir Andrade.
 http://www.oaltoacre.com/index.php/acre/11396-denuncia-haitianos-estao-sendo-assaltados-e-mortos-na-fronteira-da-bolivia-com-peru.html

Ads by Revenue Hits