Pesquisar neste blog temas do seu interes

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

NOSSO COMBUSTÍVEL DE CADA DIA

... Em um daqueles poucos de minutos que me sobram, vi várias propagandas na televisão onde a PETROBRÁS esbanjava resultados de seu crescimento, geração de empregos, investimentos, patrimônios e além de outros o exorbitante lucro obtido nos últimos anos. “Cá com os meus botões”, parei e comecei a analisar: VENEZUELA que é um país produtor de petróleo, o preço do litro da gasolina é bem menor que o da BOLÍVIA que aqui em nossa fronteira custa menos de um real o litro, no BRASIL, que está produzindo o combustível em escala suficiente para suprir nossas necessidades, a gasolina está beirando os R$ 3,00. Conclusão! Com tamanho lucro, tirado de nosso povo, pode se pagar até horas de propaganda em cada canal de televisão e até para se criar um grande estado ou pagar a dívida externa em um ano. A agenciabrasil.gov.br divulgou no dia 14 de agosto deste ano de 2009, os resultados financeiros do segundo trimestre do ano, que indicaram um forte crescimento relativo aos três primeiros meses do ano. O lucro líquido da empresa chegou a R$ 7, 734 bilhões, contra R$ R$ 5, 816 do período anterior, o que significa um crescimento de 33%.
Agora vem o PRÉ-SAL, com muita propaganda, para se justificar grandes investimentos; aumentando a cada dia o seu imenso patrimônio, mas o preço do litro de combustível nem sonha em baixar. Existe uma regra na economia que diz “quanto maior a produção, menor será o custo do produto”. Bolívia e outros países que produzem muito menos combustíveis e sem a nossa tecnologia, seu preço é bem menor. Enquanto a empresa “governamental” aumenta seu poder, os brasileiros, na mesma proporção diminuem o seu; recorrendo a bancos, agiotas, financeiras, penhora de bens e a compra através de parcelamentos na busca de repor o suplemento tirado através do sistema de governo, ficando, assim, submisso ao sistema econômico.
Na década de 70 em que o Brasil dependia em quase 90% do combustível de fora, o Governo Federal decidiu realizar pesados investimentos na Petrobrás – com recursos extraídos da sociedade, evidentemente.
Em 2003, a Petrobrás foi à empresa mais lucrativa do Brasil. E está crescendo a cada ano que passa, sendo uma empresa estatal, seu sócio majoritário, o governo, é quem recebe a maior fatia dos lucros. O governo, indiretamente, através da Petrobrás, consegue extrair mais recursos da sociedade. Estes lucros arbitrários é uma violação ao que determina o artigo 173, parágrafo quarto da Constituição Federal (“a lei reprimirá o... aumento arbitrário dos lucros”).
Os lucros obtidos por instituições financeiras particulares (bancos), segundo a grande mídia, são “imorais”. Mas os lucros da Petrobrás, que são maiores que o lucro de todos os grandes bancos brasileiros, obtidos também, à custa do contribuinte, o que são! De cada cem reais de vendas líquidas (descontados todos os impostos diretos e incidentes, que são altíssimos e para o próprio governo), seu lucro é em média vinte reais, isto em uma produção alcançada em junho de 2005 de 1.755 milhões de barris por dia. De 2005 para cá essa produção só tem aumentado e muito. E ainda associam o aumento do combustível com o preço do barril e do dólar, lá de fora, quando sobe lá sobe a gasolina no Brasil, agora quando baixa o preço lá, aqui continua o mesmo ou a subir; igualmente o que os comerciantes de Cobija fazem com a gente, “quando o dólar cai continuam com seus preços, mais quando o dólar sobe no Brasil, eles atualizam os preços automaticamente”.

Ads by Revenue Hits