Pesquisar neste blog temas do seu interes

sexta-feira, 1 de maio de 2015

CADÊ NOSSA FANFARRA


Epitaciolândia tinha uma fanfarra e cadê ela, onde ela está?
Em 2010, Cleomar Portela fez um Projeto no Ministério da Cultura e foi adquirido o dinheiro.
Cleomar procurou investir bem os recursos e montou uma BANDA DE PERCUSSÃO/FANFARRA, com bastante instrumento e junto à prefeitura, vez por outra era comprado mais instrumento. Foi viabilizado um Instrutor capacitado que em suas várias vindas ao município durante mais de dois anos. Os alunos e jovens logo aprenderam a tocar e com a coordenação de CLEOMAR, os alunos estavam constantemente se apresentando em nossos bairros e até em outros municípios, a banda recebeu o nome de BANPERSAC, e seus componentes orgulhosos de participar.
Em 2013, com a nova gestão “Um novo Tempo”, os instrumentos caríssimos que eram guardados a sete chaves no Centro Cultural, foram removidos do Centro e

os componentes foram reconquistados a abandonarem o Coordenador Cleomar Portela, por fazer parte da administração anterior . Vereador Portela e Irmão de Cleomar, pediu que o deixasse para lá e ficasse na sua, mesmo sabendo da sua dedicação para manter seu sonho e objetivo de capacitar jovens em suas várias formas de educação e cultura em um município carente.
Com “Um novo Tempo” a banda foi trocada de nome e só durou até o primeiro aniversário da cidade. De lá para cá não sabemos que rumo levou, nunca mais foi visto e ou ouvidos os sons do treinamento em praças ou no Centro Cultural, e apresentações, essa nem se fala, sumiu mesmo.
No dia 28 de Abril de 2015, no desfile de aniversário da cidade, a Banda não estava.
No desfile o que vimos foi “Um sonho ir por águas a baixo”.
Mais que seu objetivo não parou e fez outro projeto que está dando o que falar e sendo apresentado em Escolas na cidade e zona Rural e até em Praça Pública, como a deste sábado dia 03 de Maio a partir das 18:00h ao lado da Rodoviária, com praça de alimentação e “bem em frente do Centro Cultural, como se fosse uma forma de repor ao município o que foi perdido”.
O novo Projeto “A VILA QUE VIROU CIDADE” é um documentário que faz o resgate da história de Epitaciolândia desde os seus primeiros moradores quando era um pequeno bairro de Brasiléia, camada de Vila.
A ideia é levar o conhecimento da evolução do município; mais que foi travado pela falta da Banda no desfile, Banda essa que foi um marco na história com uma farta quantidade de instrumentos caríssimo e com aulas dadas por instrutor capacitado.

O Vereador Portela questionou em sessão o ocorrido e na próxima sessão pedirá providências sobre o fim da Banda, e onde e como estão os instrumentos.

Ads by Revenue Hits